03.01.2017
Embu das Artes
Prefeito interino anuncia secretariado e diz que dívida chega a R$ 240 milhões
compartilhe
Do jornal Gazeta de S. Paulo

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o presidente da Câmara e prefeito interino de Embu das Artes, Hugo Prado (PSB) disse que terá que cortar gastos, demitir funcionários e ainda cancelar o Carnaval deste ano na cidade. Segundo ele, a equipe de transição de governo apontou que hoje a dívida pública deixada pela gestão de Chico Brito (sem partido) é de R$ 240 milhões.

“Assim que assumi a prefeitura, pedi um relatório sobre a situação financeira e foi constatada preliminarmente essa dívida de R$ 240 milhões, que corresponde a quase metade do orçamento bruto da prefeitura, por isso vamos ter que cortar os gastos”, disse Prado no gabinete da Prefeitura.

Vereador Hugo Prado, que assumiu interinamente a prefeitura de Embu, durante coletiva | Thiago Neme / Gazeta de S. Paulo

Prado é novato como vereador e teve 1.965 votos. Ele é da base aliada do prefeito eleito Ney Santos (PRB), que é alvo de um pedido de prisão preventiva do Ministério Público, e não pode assumir o cargo. Ney está foragido desde o dia 9 de dezembro e é acusado de lavagem de dinheiro do tráfico de drogas comandado pela facção criminosa PCC. Antes de ter o pedido de prisão decretada, segundo a GAZETA apurou, o prefeito eleito já estaria articulando a eleição para a presidência da Câmara, e o nome mais cogitado para a vaga seria o de Prado.

O prefeito interino evitou comentar as denúncias, mas acredita que Ney Santos deve assumir a prefeitura em breve e afirmou ainda que no novo governo a corrupção não será tolerada. “Não vai ser tolerada a corrupção nem agora nem quando Ney assumir”. E completou: “Nossa prioridade hoje é trabalhar pelo o nosso povo e o lugar em que menos ficarei é o gabinete, até porque não é o meu lugar, porque fui escolhido para estar na Câmara”.

Apesar de a ordem ser contenção de gastos, Prado disse que não vai aumentar impostos, mas que por enquanto vai congelar os pagamentos de fornecedores e exonerar 120 funcionários de cargos comissionados. Ainda segundo o prefeito, o Carnaval também será cancelado e com a medida devem ser economizados cerca de R$ 200 mil.

Questionado sobre o futuro da cidade, o prefeito interino destacou que “apesar de o antigo governo ter deixado coisas boas, agora será um novo governo, uma nova história em Embu das Artes, mesmo com esse rombo vamos fazer uma boa gestão”.

Secretários. Prado também anunciou a equipe de secretários municipais. Todos são nomes escolhidos anteriormente pelo prefeito eleito Ney Santos. Entre os nomes estão ex-vereadores como Rosana do Arthur e até o irmão do jogador da seleção brasileira de futebol, capitão do penta Cafu, Maurício Cafu.

comentários
Seja o primeiro a comentar
deixe seu comentário
Aviso aos navegantes: os comentários são parte fundamental de qualquer site. Com eles, os internautas podem ampliar o debate, complementar as notícias publicadas e tecer críticas e elogios. Por isso não queremos transformar esse espaço em palanque, nem contra e nem a favor. Nós não publicamos comentários com palavrões ou agressões gratuitas, comentários fora do assunto ou com auto-propaganda ou propaganda de terceiros. O Portal O Taboanense reserva-se o direito de, independentemente de qualquer aviso ao autor, EXCLUIR qualquer comentário que, a seu exclusivo critério, considere ofensivo ao seu pessoal ou a qualquer terceiro, bem como a bloquear o acesso de qualquer usuário ao espaço de comentários, caso julgue necessário. Os comentários aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Portal O Taboanense. Os autores dos comentários são civil e criminalmente responsáveis por publicar qualquer conteúdo que viole a lei (incluindo crimes contra a honra, ameaça, preconceito e discriminação).
Por favor aguarde, enviando comentário.
Comentário enviado com sucesso. Obrigado.
oferecimento
  • publicidade
    Firme junto ao povo